Dicas

Beleza das pirâmides maias próximas à Cancún

Saiba tudo sobre a beleza das pirâmides maias próximas à Cancún. Confira mais sobre isso e veja porque elas são imperdíveis para o seu roteiro de viagem na cidade. São quatro grandes sítios arqueológicos: Chichén Itzá, Tulum, Cobá e Ek Balam. Eles não ficam muito próximos a Cancún, mas, estando lá, vale a pena conferir essas maravilhas milenares.Ruínas de Tulum no México

O ideal é curtir sua estadia em Cancún e região com tempo, especialmente se você desejar conhecer as ruínas. A maioria dos turistas opta por conhecer as ruínas com as excursões das agências, que fazem passeios bate-volta no mesmo dia. Entretanto, são passeios cansativos e, geralmente, mais caros do que se você se virar por conta própria pegando ônibus ou alugando um carro e contando com o apoio dos guias locais.

Você também pode escolher algum tour, como o do grupo Xcaret, dos parques temáticos Xcaret, Xel-Há e Xplor, que promove alguns tours pelos sítios arqueológicos. Geralmente, as condições de transporte são bem melhores, sem tantas paradas e preços abusivos. Os parques temáticos em si já são uma grande diversão para toda a família em Cancún e região.Xcaret em Cancún

Se preferir, já vá direto para cada tópico dessa matéria:

O clima

O clima dessas regiões costuma ser quente e abafado, em especial no verão (junho a setembro), portanto, siga algumas dicas para não ficar em apuros, especialmente se você vai partir num slowtravel ou num mochilão pelas ruinas:

  • Roupas leves (ideal é investir em roupas com proteção UV) e calçados confortáveis (tênis para caminhada);
  • Bonés, chapéu, óculos escuros (com proteção UV);
  • Meias confortáveis de algodão;
  • Protetor solar, repelente de insetos, kit de primeiros socorros (a gente nunca sabe…);
  • Garrafinha d’água (sim, e sempre a reabasteça).

Hospedagem

Para conhecer Tulum e Cobá, procure se hospedar na maravilhosa Tulum. Para conhecer Chichén Itza e Ek Balam, na encantadora Valladolid. Veja algumas dicas:

Chichén Itzá

Chichén Itza foi o centro político e econômico da civilização maia. Fundada no século IV a. C e abandonada por volta de 7d.C, foi reconstruída no século X d.C até seu declínio no século XIII d.C. É o mais famoso sítio arqueológico, repleto de elementos históricos. Por lá é possível comprar artesanatos e lembranças mais baratos (exercite a arte da pechincha). Para esse sítio, o X-Caret conta com duas modalidades, o Xichen Clasico (mais barato) e o Xichen Deluxe. Reserve 2 a 3 horas para conhecer todas as atrações.

Distâncias até Chichén Itzá: Valladolid (45 km), Tulum (152 km), Mérida (152 km), Playa del Carmen (181 km) e Zona Hoteleira de Cancún (220 km).

Horário de funcionamento: 08 às 16h.

Estrutura: na entrada do sítio há restaurante, conveniência e banheiros.

O que você vai conhecer em Chichén Itza:

  • Templo de Kukulkán – Esse é um patrimônio arqueológico, portanto, ninguém pode subir nem entrar na pirâmide. Durante o equinócio de outono e da primavera (aproximadamente 20 de março e 21 de setembro) a luz solar é projetada para fora da pirâmide – a serpente emplumada de Kukulkan. Tal acontecimento atrai milhares de visitantes, mas o evento pode ser apreciado nos dias próximos anteriores e posteriores ao equinócio.
  • O observatório El Caracol.
  • O campo do jogo de pelotas.
  • O cenote sagrado – neste lugar aconteciam sacrifícios humanos – não pode entrar, apenas observar.
  • O Templo dos Guerreiros.Chichén Itzá - Ruínas em Cancún

Ek Balam

A ocupação de Ek Balam, que significa “Jaguar negro”, é datada, aproximadamente, por volta do século IV a.C, tendo tido seu apogeu nos séculos VII e X d.C.

Ek Balam é o menor dos sítios arqueológicos e o menos visitado. Essa outra cidade murada tem construções abertas à visitação em torno de duas praças principais (sul e norte) com um campo de pelotas entre elas.

O que ver em Ek Balam?

  • O Palácio Oval.
  • A acrópole.
  • O campo de pelotas.

Curiosidade – o que era o campo de pelotas? O campo de bola mesoamericano era um jogo ancestral do futebol que conhecemos hoje, jogado ao longo de mais de 2000 anos pelos povos pré-colombianos. Era um jogo que, apesar de todos poderem jogar, inclusive mulheres e crianças, havia torneios decisivos de caráter ritualístico, inclusive para definir os destinos de reis e de prisioneiros. As bolas de borracha quicavam e o objetivo era passar a bola com os pés, sem que ela tocasse no chão e acertasse o time adversário.Ek Balam - Ruínas em Cancún

Tulum

Tulum é um nome maia para “cidade murada” – foi fundada no século 6 d.C. e após a chegada dos espanhóis no século 16 d.C. entrou em decadência e foi abandonada. Localizada à beira-mar, a cidade era um importante porto e entreposto comercial. É o segundo sítio mais visitado da região, atrás apenas de Chichén Itzá. O tour do X-Caret combina as Ruínas de Tulum + parque Xel-Há no mesmo passeio. Suas construções são mais baixas que Chichén Itza e a vista para o mar do Caribe compensa pelas belíssimas fotos no lugar. Nesse caso, procure se hospedar na cidade de Tulum e desfrute de uns 3 dias por lá, contemplando também as praias e os cenotes.

Distâncias até as Ruínas de Tulum: da cidade de Tulum (2 km), Playa del Carmen (62 km), Valladolid (103 km) e Zona Hoteleira Cancun (133 km).

Horário de funcionamento: todos os dias das 08:00 às 17:00 (último acesso às 16:30).

Estrutura: na região do estacionamento há uma boa estrutura com lojas, restaurantes e banheiros.

O que você pode conhecer em Tulum:

  • Sítio arqueológico.
  • El Castillo.
  • Passeio de trenzinho pelas ruinas.
  • Os parques do X-Caret.
  • Os mirantes para o mar.
  • As praias – atenção com o período de desovas das tartarugas, quando a praia fica fechada.Tulum - Ruínas em Cancún

Cobá

A maior parte da cidade foi construída em meados do período clássico da civilização maia, entre os anos de 500 e 900 d.C. Após 1000, a cidade perdeu importância política, mas conservou sua importância simbólica e religiosa, recuperando a hierarquia entre 1200 1500, quando se construíram diversos edifícios já dentro do estilo “costa oriental” até a chegada dos espanhóis, quando estava decadente e abandonada. Cobá esteve preservada pelas matas até bem pouco tempo atrás. Na realidade, boa parte da cidade ainda está preservada pelas árvores e vegetação local – o que, justamente, chama a atenção. As ruínas estão muito espalhadas, portanto, se você gosta de pedalar, considere essa opção como um plus em sua viagem. Para as Ruínas de Cobá o tour combina as Ruínas de Cobá + parque Xel-Há no mesmo passeio. Ainda há a opção do tour Ruínas de Cobá + Ruínas de Tulum. Em, aproximadamente, 2 horas você percorre tudo – desfrute.

Horário de funcionamento: Todos os dias das 08:00 às 17:00 (último acesso às 16:30).

Distâncias até as Ruínas de Cobá: Tulum (47 km), Valladolid (60 km), Playa del Carmen (110 km) e Zona Hoteleira de Cancún (145 km).

Estrutura: na entrada do sítio há lojas, restaurantes e banheiros.

O que você pode conhecer em Cobá?

  • Pirâmide de Nohoch Mul – uma pirâmide de 42 metros de altura (12 a mais que a de Chichén Itza). Nesta pirâmide você pode subir e contemplar a vista de cima!
  • Conhecer os lagos que margeiam a cidade / Percorrer as estradas pelo meio da mata e ver construções incríveis – Esses dois passeios são ideais para serem feitos de bicicleta, triciclo ou à pé mesmo!Cobá - Ruínas em Cancún

Cancun tem inúmeras atrações para todos os gostos e idades. O Hotel Urbano garante as melhores experiências de viagem – Viva mais histórias!

Tags: